sábado, 20 de janeiro de 2018

A VIDA VERDADEIRA

Pascal  Roy 


" Pois aqui está minha vida .
Pronta para ser usada .

Vida que não se guarda 
nem se esquiva , assustada .
Vida sempre a serviço 
da vida .
Para servir ao que vale 
a pena e o preço do amor .

Ainda que o gesto me doa ,
não encolho a mão : avanço 
levando um ramo de sol.
Mesmo enrolado de pó ,
dentro da noite mais fria ,
a vida que vai comigo 
é fogo :
está sempre acesa . 

( ...) 

A vida vai no meu peito ,
mas é quem vai me levando :
tição ardente  velando ,
girassol na escuridão .

( ...)

Vida , casa encantada ,
onde eu moro e mora em mim ,
te quero assim verdadeira 
cheirando a manga e jasmim .
Que me sejas deslumbrada 
como ternura de moça 
rolando sobre o capim .

Vida ,  toalha limpa ,
vida , posta na mesa ,
vida brasa vigilante 
vida pedra e espuma,
alçapão  de amapolas ,
o sol dentro do mar ,
estrume e rosa do amor : 
a vida .

Há que merecê-la . " 

  
Thiago de Mello , 
no poema " A vida verdadeira "  

Som  na  caixa ...

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

INUNDAR DE INFÂNCIA

Graciela Rodo Boulanger 

" Hoje acordei sem dia ,
a casa sem lar ,
a cama sem leito .

Hoje  acordei sem mim .

Saí  à rua ,
para  me deixar possuir 
pela simples leveza de existir .

Crianças passaram por mim ,
aos bandos de espantar ,
com folias e desmandos ,
nessa fabricação de milagres 
que é o absoluto brincar .

Dentro de mim 
o universo se dissolveu 
e um respirar de céu 
em meu peito se inundou .

Seria a Vida ,
seria o Tempo sem nostalgia ,
ou seria ,  apenas, a poesia ? 

Sei que havia um fluir de rio 
levando antiquissimas  dores .

E do cristal de tristeza 
que antes me negava o ar ,
desse nó de vazio , 
voltou a nascer  o mar . "

Mia Couto ,
in " vagas e lumes "


Som na caixa ...



quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

2017 ESTÁ ACABANDO ...


Barbara Cole 

Meus amigos ,

O ano está terminando e , republico ,  por gostar demais ,
o poema        VAI , ANO VELHO  
do escritor e poeta Affonso Romano de Sant'Anna ,  
desejando a todos um 2018  com saúde , esperança , paz 
e muito amor .

Que possamos continuar  juntos no novo ano ,
repartindo  o que temos de melhor .

Beijo e abraço cada um 


" Vai ano velho , vai de vez 
vai com tuas dívidas  e dúvidas ,
vai dobra a esquina da sorte ,
e no trinta e um , à meia noite  esgota
o copo  e a culpa do que nem me lembro
e me cravou  entre janeiro e dezembro .

Vai , leva tudo :
destroços , ossos ,  fotos de presidentes ,
beijos de atrizes , enchentes , secas ,
suspiros , jornais .
Vade  retrum ,  para trás ,
leva  para a escuridão  quem me 
assaltou o carro , a casa e o coração .
Não quero te ver mais ,
só daqui  a  anos , nos anais ,
nas fotos do nunca mais .

Vem ano novo , vem veloz , 
vem em quadrigas , aladas , antigas 
ou jato de luz  moderna , vem , paira ,
desce , habita em  nós , 
vem com cavalhadas , folias , 
reisados , fitas multicolores , rebecas,
vem com uva e mel  e desperta em nosso
corpo  a alegria , escancara a alma ,
a poesia , e , por um instante , estanca
o verso real , perverso , e sacia em nós 
a fome de utopia .

Vem na areia da ampulheta  como a semente 
que contivesse outra semente ,que contivesse
outra semente ou pérola  na casca da ostra 
como se outra semente  pudesse nascer 
do corpo e mente  ou do umbigo da gente 
como o ovo , o Sol  e a gema do Ano Novo 
que rompesse a placenta da noite  em 
viva flor  luminescente .

Adeus tristeza :
a vida é uma caixa chinesa 
de onde brota a manhã .
Agora é recomeçar .
A utopia é urgente .
Entre flores de urânio 
é permitido sonhar . "

Som  na  caixa ...




  

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

O NATAL VEM CHEGANDO ...

Imagem  da net 

" À  meia noite no pasto 
guardando nossas vaquinhas 
um grande clarão no céu
guiou-nos a esta lapinha .
Achamos este Menino 
entre Maria e José ,
um menino tão formoso ,
precisa dizer quem é ?
Seu nome santo é Jesus ,
Filho de Deus muito amado,
 em sua caminha de cocho 
dormia bem sossegado .
Adoramos o Menino  
nascido em tanta pobreza 
e lhe oferecemos presentes 
de nossa pobre riqueza :
a nossa manta de pele ,
o nosso gorro de lã ,
nossa faquinha amolada ,
o nosso chá de hortelã .
Os anjos cantavam hinos 
cheios de vivas e améns .
A alegria era tão grande 
e nós cantamos também:
Que noite bonita é esta 
em que a vida fica mansa ,
em que tudo vira festa 
e o mundo inteiro descansa ?
Esta é uma noite encantada  ,
nunca assim aconteceu ,
os galos todos saudando :
O Menino Jesus nasceu ! "

Adélia Prado , no poema 
Cantiga dos Pastores 

Desejo a  vocês , amigos queridos , 
um Natal de bençãos , alegria e paz .
Beijos

Som na caixa ...



domingo, 10 de dezembro de 2017

97 º ANIVERSÁRIO DE CLARICE LISPECTOR

Duy Huynh

" Sendo este um jornal por excelência , e
por excelência dos precisa-se  e oferece-se ,
vou pôr um anúncio em negrito :
precisa-se  de alguém  homem ou mulher 
que ajude uma pessoa a ficar contente porque 
esta está tão contente que não pode ficar sozinha
com a alegria , e precisa reparti-la .
Paga-se extraordinariamente  bem :
minuto por minuto paga-se com a própria
alegria . É urgente pois a alegria dessa pessoa 
é fugaz como estrelas cadentes , que  até parece
que só se as viu depois que tombaram ;
precisa-se urgente antes da noite cair porque 
a noite é muito perigosa e nenhuma ajuda é 
possível e fica tarde demais . Essa pessoa que 
atende ao anúncio só tem folga depois que passa 
o horror do domingo que fere . Não faz mal que
venha uma pessoa triste porque a alegria que se
dá é tão grande que se tem que a repartir antes
que se transforme em drama . Implora-se também 
que venha , implora-se com a humildade da 
alegria -sem- motivo .
 Em troca oferece-se também uma casa 
 com todas as luzes acesas como numa festa
de bailarinos . Dá-se o direito de dispor da copa e da
cozinha , e da sala de estar.
PS . Não  se precisa de prática . E se pede desculpa
por estar num anúncio  a dilacerar os outros .
Mas juro que há em meu rosto sério uma alegria
até mesmo divina para dar ."

Clarice Lispector , 
 na crônica " Precisa-se  ",
encontrada no livro ,
 " A descoberta do mundo "  .    

Som  na  caixa ...

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

PESSOA , sempre ....

Chelin  SanJuan


" Toda a vida é um sonho.
Ninguém sabe o que faz , ninguém sabe 
o que quer , ninguém sabe o que sabe .
Dormimos a vida , eternas crianças
do Destino ."

" Sou o intervalo entre o que sou 
e o que não sou , entre o que   sonho
e o que a vida fez de mim ."

" Entre mim e a vida  há um vidro tênue .
Por mais nitidamente  que eu veja  e
compreenda  a vida , eu não lhe posso tocar ."

" Assim como lavamos o corpo deveríamos
lavar o destino , mudar de vida  como 
mudamos de roupa ."  

Livro do desassossego , Bernardo Soares 

Som  na  caixa ...




domingo, 5 de novembro de 2017

CAIO FERNANDO ABREU

Jinchul  Kim 

" Com  a lucidez dos embriagados  haviam-se
reconhecido  desde o primeiro momento .
Ou talvez estivessem realmente destinados 
um ao outro , e mesmo sem álcool , numa  rua
repleta  saberiam encontrar-se .
O fulgor nos olhos e a incerteza intensificada
nos passos fora a pergunta  de um 
e  a resposta do outro "

in , O inventário do Ir-remediável 

Som  na  Caixa ...